Uma Ferramenta para o Futuro e para a Sustentabilidade

O iogurte é um alimento fantástico – é nutritivo, delicioso e conveniente. Tornou-se um dos alimentos mais populares no Planeta, produzindo-se diariamente milhões de embalagens de iogurte, a maioria de plástico, um derivado do petróleo. Estas viajam centenas de quilómetros e são armazenadas em câmaras de refrigeração, implicando a libertação de toneladas de CO2 e o consumo de Gigawatts de energia que poderia, de outra forma, ser usada para outros fins.

O YogurtNest é uma ferramenta para a preservação da saúde e ambiente!

Já notaste a quantidade de embalagens de plástico que se acumulam nas nossas praias?

As embalagens plásticas de iogurte, principalmente as de iogurte líquido, parecem ter uma tendência para se desviarem das linhas de reciclagem e se tornarem microplásticos a flutuar nos nossos Oceanos. Algumas delas teriam histórias incríveis para contar, tendo viajado décadas pelos Oceanos!

As embalagens plásticas podem ser recicladas numa linha de reciclagem, embora saibamos que a reciclagem de plásticos é ainda cerca de 30%.

Mas se deres um passeio pela floresta ou pela praia, encontrarás inúmeras embalagens, principalmente de iogurte líquido, que foram deixadas fora do ecoponto e arrastadas pela chuva e vento até aos rios e, destes para o mar, onde são ingeridos por peixes, tartarugas, aves e mamíferos marinhos, que os confundem com alimento, causando a morte desnecessária a milhares de animais selvagens.

Para complicar o problema, por efeito da luz solar e da ondulação, o plástico desintegra-se em partículas menores, os microplásticos (menores que 5mm), que acabam por ser ingeridos por engano por microorganismos aquáticos que servem de alimento aos peixes marinhos, entrando na nossa cadeia alimentar, e chegando ao nosso prato, também via água e sal marinho. Os microplásticos podem ser veículos para a entrada de metais pesados e outros produtos tóxicos no nosso organismo, que interferem com a fertilidade e outras doenças graves, seja pela sua composição ou pela adsorção de poluentes marinhos.

Calcula-se que em 2050 existam mais detritos plásticos do que peixes nos Oceanos. É um problema grave de saúde pública!

Temos uma visão para o YogurtNest: queremos gerar um impacto positivo no Planeta Terra.

Com o YogurtNest, ao fazeres o teu iogurte em casa, podes reutilizar os teus frascos de vidro e contribuirás para reduzir o uso de embalagens plásticas e a libertação de milhões de toneladas de CO2. Uma família de 4 pessoas que consuma 1 iogurte diário pode evitar 1500 embalagens plásticas de iogurte/ano!

E porque o YogurtNest foi feito para durar décadas, trabalhará anos e anos para te ajudar a gerar um impacto positivo no Planeta Terra! Esta é uma tarefa para ti, uma tarefa para a Comunidade YogurtNest!

Uma iogurteira verdadeiramente natural

Extraída do sobreiro, a cada 9 anos, sem que a árvore ou a sua longevidade sofram com isso, é a cortiça que confere ao YogurtNest a sua “magia”, actuando como excelente isolante térmico no seu enchimento, e possibilitando ser usado em todas as suas funções. A cortiça é um material Português, natural, vegetal, compostável, biodegradável, anti-fúngico, impermeável, leve, hipoalergénico, resistente ao fogo.

O sobreiro (Quercus suber) é a nossa árvore nacional e pode ser encontrado desde Portugal até ao Extremo Oriente, mas apenas por cá e pelos países mediterrânicos se consegue extrair cortiça, de qualidade, que tem vindo a ser usada, pelo Homem, ao longo de milhares de anos, para a criação de uma infindável variedade de ferramentas e adornos, desde o revestimento das naves espaciais ao guarda-chuva.

Outra particularidade do sobreiro é a sua capacidade para se adaptar a solos muito pobres e climas secos, criando neles ecossistemas ricos, proporcionado abrigo e alimento a uma grande diversidade de seres vivos.

Estudos recentes indicam que, por cada tonelada de cortiça extraída, 73 toneladas de CO2 são retirados da atmosfera, pelo ecossistema de Montado. Deste modo, cada YogurtNest representa cerca de 110 Kg de carbono que foram retirados da atmosfera.

No passado, densas florestas de sobreiros cobriram grande parte da Península Ibérica. Infelizmente, desta floresta, muito pouco resta. Por outro lado, ainda se podem encontrar vastas áreas de outro ecossistema onde o sobreiro predomina: o Montado, conhecido, em Espanha, como Dehesa.

O Montado, apesar de ser um dos mais ricos ecossistemas da Europa, é uma criação do engenho humano. Este ecossistema agroflorestal tem-se auto-sustentado ao longo de centenas de anos, aglomerando a agricultura, pecuária e apicultura.

Infelizmente perdeu grande parte da sua área original, em décadas recentes, para dar lugar a culturas de cereais, plantações de eucaliptos e, mais recentemente, investimentos imobiliários.

créditos: João Farinha/ICNF

Muitas são as espécies afectadas pelo declínio destes dois ecossistemas, na Península Ibérica, mas nenhuma o foi como o Lince-ibérico (Lynx pardinus), uma espécie com estatuto de ameaçada de extinção, que apenas sobreviveu graças ao programa de reprodução em cativeiro no CRLI em Silves, fruto de uma colaboração entre Espanha e Portugal.

Assim, quando adquires um YogurtNest, para além de uma fantástica iogurteira multifunções, levas contigo para casa parte deste importante ecossistema e contribuis assim para a conservação da sua biodiversidade e manutenção do modo de vida das populações locais que, historicamente, ganham o seu sustento da extracção da cortiça e da gestão cuidadosa do montado.

Fomos a primeira empresa Portuguesa a aderir ao programa internacional 1% for The Planet, apoiando assim projectos Portugueses de conservação da Natureza.

Convidamos-te a juntares-te a nós, Comunidade YogurtNest, nesta aventura, e a gerares, connosco, um impacto positivo no Planeta!